A máfia das apostilas escolares

Já tem alguns anos que o Padawan usa apostilas na escola e elas são divididas por bimestres. Precisamos comprar umas 12 no 1º bimestre e mais umas 12 no 2º. No final do ano temos mais de 20 apostilas, todas preenchidas, desgastadas. Confesso que dá uma satisfação ao ver a produtividade no meu filho registradas nas apostilas.

Como disse em uma postagem no Facebook, por um momento acreditei que essa era uma ótima opção. Tudo em um só volume! A molecada não precisa levar dezenas de livros e cadernos para a escola. Uma apostilas vale por dois volumes.

Porém hoje penso diferente. As apostilas não foram feitas para as crianças terem um aproveitamento melhor na sala de aula. Elas não foram criadas para poderem passar um conceito mais facilmente, até porque muitas vezes já vi erros grotescos de português nelas. As apostilas foram criadas para que os alunos não possam revende-las e nem doa-las ao final do ano letivo.

Pilha de apostilas do 2º semestre

Em minha postagem original, várias pessoas compartilharam do mesmo pensamento. Alguns comentários dizendo que nos anos 2000 a indústria da editoração estava falida e a solução foi criar essas apostilas. As escolas – particulares, municipais e estaduais –  entraram de cabeça e muitas delas até ficaram sócias dessas editoras.

Ou seja, a indústria da editoração e a escola ganham com esse mercado. Já os alunos e futuros alunos…

Como a apostila é totalmente usada e tem até partes destacáveis, elas são inutilizadas no final do ano letivo. Não conseguimos doar e nem mesmo fazer feiras de livros usados. Fora que tem escolas que proíbem tal prática. Doar para as bibliotecas? Não é possível, pois elas não aceitam esse tipo de material.

As solução que postaram e que tem mais sentido são:

Usar lição de casa que precisa de recorte de revistas

Todo pai e mãe sabe o sofrimento da lição de casa que precisa de recorte de revistas. Alias, fiz um post sobre isso aqui. Aqui em casa não temos revistas e sempre penamos para achar recortes para as lições de casa do Padawan. Então algumas  apostilas antigas podem ajudar com isso.

Reciclar

Papel tem um certo valor no mercado de reciclados. Separe para colocar nos reciclados ou leve diretamente em um centro. Ao invés de deixar entulhado TODOS os volumes em sua casa, faça eles virarem dinheiro.

Final da apostila onde tem as atividades complementares que são destacáveis

Ainda deram a ideia de guardar para referência. Olha, com a internet aí acho totalmente desnecessário usar as apostilas como referência. Se precisa checar algo, use a internet. E tenho certeza que ainda podemos achar referências mais ricas e bem escritas do que nas apostilas.

Bem, esse é o problema que temos hoje nas escolas e não vejo saída a médio prazo. Estamos em um sistema educacional que dificilmente iremos conseguir desvencilhar. A indústria da editoração e as escolas ganham, e muito, com esse sistema. Como pais o que podemos fazer é monitorar essas apostilas de perto. Ao fazer a lição com nossos filhos, vamos checar as informações e questionar, sempre, a escola se encontrarmos inconsistências. Só assim podemos tirar algum proveito dessas apostilas.