Batiam para educar e o resultado foi a morte

Antes de ter o meu primeiro filho, lá em 2009, eu era contra a Lei da Palmada (sancionada em 2014). Achava um absurdo o Estado intervindo na vida privada das famílias. Já não temos saúde, educação e nem segurança direito, imagina mais uma responsabilidade para o Estado?

Em 2013 meu Padawan já estava com três anos e aprendi que não devemos educar pelo medo. Palmadas acabam não tendo efeito educativo como muitos pensam. Oras, a nossa geração apanhava dos pais, nossos pais apanhavam dos nossos avós e também na escola. O resultado é essa situação que passa nosso Brasil. Corrupção por todos os lados e pessoas querendo a todo o momento levar vantagem.

Se palmadas fossem realmente eficazes, não estaríamos nessa situação, certo?

Hoje entendo a Lei da Palmada. Ela não é feita para você ou para mim, e sim para uma enorme faixa da população que não teve acesso à educação. Hoje milhares de crianças são espancadas por seus pais todos os dias e o dano que isso causa é enorme. E esse dano não é só psicológico.

Sábado passado, em Itapetininga/SP, uma criança de 5 anos foi espancada e morta pelos pais (via). Parentes próximos relataram que os pais batiam muito na Jovem Padawan, mas nada foi feito. Certo dia a avó foi na casa deles e presenciou a sua neta apanhando durante o banho com um cinto:

Um dia fui à casa deles e o pai estava batendo nela durante o banho. Falei para pararem, mas me disseram: ‘tem que educar’. Ele estava batendo nela com cinto.”

Bater para educar, diziam…O resultado foi que a menina não resistiu a essa educação.

Como canso de dizer, vivemos em mundos paralelos. Pode ser que você nunca tenha contato com esse tipo de tragédia, mas isso não significa que ela não ocorra. Amigos médicos relatam que aparecem muitas crianças que machucadas que caíram da cama, da escada ou brincando do parquinho. Mas a verdade é outra. Pequenos Gafanhotos,  precisamos de leis para que crianças não sofram todos os dias por causa das agressões dos seus pais que pensam estarem educando.

Se você está longe de ser agressivo, a Lei da Palmada não é para você e não precisa se preocupar. Porém se levantar a mão para o seus filhos, tenha consciência que pode ser a última vez que fará isso.