Recebi um email e fiquei curioso em saber o que diabos é Enurese noturna. Nunca tinha ouvido falar desse transtorno e fiquei chocado em saber que ele afeta 15% das crianças com mais de 5 anos de idade! 15% é um número alto para um transtorno e, como pai, fiquei preocupado.

Enurese Noturna: O que é isso?

Enurese Noturna nada mais é que o xixi na cama. Muitos pais passam por isso com seus Padawans e não sabem que é um transtorno que pode afetar seriamente a vida de uma criança. Fazer xixi na cama é uma condição médica comum que tem um impacto sério na autoestima da criança, no bem-estar emocional, incluindo o desempenho escolar e social. E esse transtorno é genético.

Jane Hvarregaard Christensen, do Departamento de Biomedicina da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, relata:

“Nós conhecemos o transtorno há mais de um século, e evidências sugerem um fundo genético para o xixi na cama. O risco de acordar molhado é 5 a 7 vezes maior entre as crianças com um pai que sofreu com o transtorno quando era criança e aproximadamente 11 vezes maior se ambos os pais apresentaram o problema”

Ainda de acordo com Jane, ao comparar a frequência de milhões de variantes genéticas em milhares de amostras de DNA de crianças que fazem xixi na cama, conseguimos demonstrar variantes genéticas específicas que contribuem para aumentar o risco de Enurese Noturna. “Este estudo é um primeiro passo importante para fornecer novos conhecimentos sobre os processos biológicos que levam ao transtorno”, diz.

saiba mais sobre a enurese noturna xixi na cama 03

Existem pelo menos dois principais mecanismos patogênicos em relação ao xixi na cama – uma capacidade de bexiga reduzida e o aumento da produção de urina durante a noite. Ao avaliar as crianças que receberam numerosas prescrições de medicamentos e que se esperava que tivessem uma resposta ao tratamento, os pesquisadores conseguiram dividir as crianças em sub-fenótipos clínicos e atribuir variantes genéticas específicas a diferentes mecanismos patogênicos. Além disso, devido ao extenso tamanho da amostra, os pesquisadores conseguiram analisar milhões de genes e variantes genéticas para estimar o risco de xixi na cama e determinar o seu fardo genético.

No Brasil

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), fazer xixi na cama após os 5 anos de idade é um sinal de Enurese Noturna. Persistindo os sinais da doença após essa idade, crianças e adolescentes podem sofrer graves consequências psicológicas e sociais. Trata-se de uma condição bastante frequente, com estimativas de que 15% das crianças com mais de 5 anos de idade e 5% das crianças com 10 anos ainda fazem xixi na cama.

Além da genética, outros fatores podem predispor a Enurese Noturna, como a deficiência de secreção de vasopressina noturna (substância que diminui a produção de urina durante a noite), bexiga pequena para a idade ou hiperativa (diminuindo a capacidade do órgão de reter a urina), problemas estruturais no trato urinário e dificuldade de acordar a noite, em resposta à bexiga cheia.

Hoje, dia 29 de maio, comemora-se mundialmente o Dia Mundial Sem Xixi na Cama. A ideia é conscientizar os pais que o xixi na cama precisa ser levado a sério e que não é apenas uma fase. E o mais importante é que existe tratamento para a enurese noturna.

Com o intuito de passar informação sobre a enurese noturna, foi criando o site www.semxixinacama.com.br. O site foi criado exclusivamente para reunir informações sobre a Enurese Noturna e irá orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda terá acesso a uma lista com os centros de apoio mais próximos à sua região, perguntas e respostas sobre o tema.

Se seu Padawan tem mais de 5 anos e faz xixi na cama, vale a visita ao www.semxixinacama.com.br. Não acredite que a enurese noturna é apenas uma fase e passa com o tempo. Leia, se informe e converse com o seu médico de confiança.

Imagens via https://www.shutterstock.com