Existe aborto masculino?

A Universidade da Califórnia-Irvine* realizou um estudo mostrando que os estados emocionais da mãe durante a gravidez interferem quimicamente em seus bebês. Se a mãe estiver triste ou deprimida durante a gravidez, os bebês podem ficar deprimidos quando nascem.

Nada de novo aqui, para falar a verdade. Todos sabem que não só os fatores externos (álcool, tabaco, drogas) afetam o bebê, como também as emoções da mãe. Uma gravidez tumultuada pode afetar totalmente a vida dos filhos.

Para mim esse estudo ajuda a fortalecer o ditado Quando nasce uma mãe, nasce uma culpa. Se o filho tiver um problema X, a mãe vai lembrar de algo que passou e vai vincula-lo ao problema. Pior é que muitas vezes pode até criar uma lembrança para justificar esse problema.

Ok, estudos são importantes pois são através deles que evoluímos. Entendo esse ponto e não podemos fugir disso e nem mesmo julga-los. Mas o que podemos fazer então para diminuir a culpa das mães?

Assumirmos nossa responsabilidade de marido/companheiro/namorado.

Homens, coloquem em sua cabeça que ninguém faz filho sozinho. Se sua esposa/namorada/companheira engravidou, você precisa assumir sua responsabilidade. E não é só financeira não cara pálida! Você tem responsabilidade emocional com o seu futuro Padawan e também com a mulher que está o esperando. Não façam Aborto Masculino pois isso destrói milhares de vida.

Hoje o Brasil tem 5,5 milhões de crianças sem pai no registro. E não achem que essa prática está em Estados menos desenvolvidos! O Estado do Rio de Janeiro lidera o ranking, com 677.676 crianças sem filiação completa, seguido por São Paulo, com 663.375 crianças com pai desconhecido. E olha, só, o Estado com menos problemas é Roraima, com 19.203 crianças que só têm o nome da mãe no registro de nascimento. (fonte)

Tenho ciência que em minhas redes os pais assumem suas responsabilidades. Porém o mundo é bem maior que elas e tem ainda uma grande maioria que não está nem aí para nada e ignoram solenemente a mulher e o filho, praticando o Aborto Masculino. Mesmo esse post não atingindo quem precisa atingir, quem sabe não chegue em pelo menos UMA pessoa e que seja suficiente para mudar o destino de duas ou mais vidas?

Um homem assumindo suas responsabilidades ajuda, e muito, a tirar a culpa de uma mãe. Se sua esposa/companheira está grávida, dê o apoio emocional que ela precisa pois isso é importante demais para o seu Padawan. E espero, sinceramente, que no futuro as mães não sintam mais culpa por serem apenas mães.

Imagem via https://www.shutterstock.com

SalvarSalvar