Padawan lançou um crowfunding para vender cartolina | #VidaDePai 125

Recebi uma caixa enorme e o Padawan quis brincar com ela. Ao desmonta-la, achou dezenas de pequenas cartolinas e teve a brilhante ideia de vende-las na porta de casa. Como moramos em um condomínio, não vi problema nenhum dele colocar a mesinha lá fora e vender um pedaço de papel por R$ 2,00.

Claro que não ia falar para o moleque que isso era besteira, que ninguém iria comprar e que o preço estava caríssimo. Deixei o espírito de empreendedor falar mais alto e o ajudei a montar sua lojinha.

Cinco minutos depois ele tinha vendido duas cartolinas. Até o final do dia ele arrecadou R$ 24,00…

Gostei muito da iniciativa dele e eu estava pronto para lidar com a sua frustração, pois quem em sã consciência iria comprar um pedaço de cartolina? Porém a iniciativa dele fez com que vizinhos e pessoas que ele abordava na rua de casa – sim, ele parava as pessoas e oferecia a cartolina – pagassem o valor de R$ 2,00 por aquilo que certamente iria para o lixo depois.

Para incentivá-lo – ao final das vendas da cartolina – falei que à noite iria fazer cachorro-quente para ele vender em sua lojinha. Fiz 24 cachorros-quentes por R$ 2,00 cada. Vendeu tudo. No final, sentei com ele e mostrei que tinha de retirar R$ 18,00 para cobrir a compra dos pães e da salsicha e expliquei o conceito de lucro.

UAU, então eu ganhei R$ 30,00! Vou comprar tudo em cartões do Pokémon! E semana que vem vamos vender mais? E que tal subirmos o valor?

Bem, as próximas lições sobre procura e oferta eu deixo para a próxima semana 🙂

Acredito que educação financeira deve ser explicada desde de cedo aos Jovens Padawans. Dinheiro faz parte das nossas vidas e não podemos deixar as crianças sem entenderem como o mundo funciona. E devemos mostrar que não é fazendo um crowfunding qualquer que vencemos na vida.