Paternidade e Maternidade: Será que erramos mais do que acertamos?

Hoje muitos pais estão passando mais tempo com os seus filhos. Antes essa missão era apenas da mãe, porém as coisas estão mudando e o que mais vejo são amigos e parentes participando da rotina de criar um filho.

Aqui em casa dividimos muito bem as tarefas. Sou eu que levo o Padawan, de 7 anos, para a escola, preparo seu almoço, ajudo em sua lição de casa. Fico com ele das 12h até na hora que ele vai dormir. A mais nova, de 2 anos, chega da escolinha lá pelas 18h e faço questão de ficar sozinho com ela brincando ou assistindo alguma desenho ou filme.

Algo que meus filhos nunca irão se queixar é que sou um pai ausente…Mas será que estou certo?

Pois é. Paternidade é isso aí, Pequenos Gafanhotos. Apertamos de um lado, mas soltamos do outro. Erramos tentando acertar e precisamos sempre encontrar o equilíbrio. Porém prefiro 1000000000 de vezes que meus filhos precisem de um psicólogo no futuro por ter um pai sempre presente do que ausente. Bem, é isso que eu sinceramente espero.

E você, o que acha?

Quadrinho via LunarBaboon