Site icon Nerd Pai

Acabe com a cama compartilhada com a ajuda do Drax, O Destruidor

Em Guardiões da Galáxia Vol. 2 o Drax, o Destruidor, estava aprimorando uma técnica. Ele se mexia tão devagar, que seus movimentos eram imperceptíveis. Ele acreditava também que ficava invisível.

Claro que não teve sucesso e a cena foi bem engraçada. Porém essa técnica me lembrou de uma bem parecida, a técnica de desvanecimento, que ajuda muitos pais e as mães colocarem seus Padawans para dormirem em suas próprias camas.

Bem, a cama compartilhada divide a opiniões, apesar de ser uma característica comum da maioria das culturas ao redor do mundo. O que é menos controverso é o impulso dos pais para expulsar a criança – ou, pelo menos, começar a encorajar a sua retirada – durante a infância. Mas terminar esse tipo de relação pode ser muito problemática para os Padawans. Afinal, é uma grande mudança para uma criança que está acostumada ao conforto de chutar seus pais, na cara e nas costelas, a noite toda.

Então, o que os pais e as mães precisam fazer para facilitar essa transição?

Comece pedindo para eles arrumarem a cama em seu próprio quarto“, recomenda a Dra. Roseanne Lesack, psicóloga licenciada, analista credenciada e diretora de uma unidade de psicologia infantil na Universidade Nova Southeastern. “Peça-lhes que façam parte desse processo.”

Os pais devem deixar claro para os filhos e filhas o que significa ter seu próprio espaço. O primeiro passo e deixarmos que eles ajudem a escolher a cama, os lençóis, cobertas, travesseiros. Esses objetos transicionais podem ajudá-los a se acalmarem. Então, quando chega a hora de a criança realmente dormir naquela cama, o começa de fato o treinamento para eles largarem a cama dos pais.

Tenha em mente que é um processo lento e tem que ser para preservar a confiança que as crianças têm nos pais.

Na primeira noite, os pais devem sentar-se na cama com a criança após o ritual de dormir (contar história, por exemplo) e ficar lá até a criança adormecer. Mesmo com a presença reconfortante dos pais, a primeira noite pode ser inquietante. Depois que a criança adormece, o pai pode sair.

Uma vez que a criança está acostumada com isso, o pai se afasta, talvez até a beira da cama, e permanece até que a criança adormeça. Depois que a criança se acostumou, o pai pode ficar ao lado da cama e assim por diante. O objetivo é dar pequenos passos para longe da criança e ir em direção à porta, e deixá-los se ajustar a cada mudança, até a etapa final: sair do quarto.

Essa técnica é chamada desvanecimento, e geralmente funciona – desde que os pais reservem um tempo para deixarem os Padawans a se acostumarem a cada nova situação.

Antes de passar para o próximo passo, é necessário ter três noites seguidas de sucesso”, aconselha Lesack. “O sucesso é quando a criança não está chateada, não está chorando e adormece dentro de um prazo normal. Eu não me afastaria se a criança estivesse chateada”.

Adormecer é provavelmente um problema menor para a criança do que acordar apenas no meio da noite. Quando isso acontece, entre no quarto e tente repetir todo o processo para dormir.

São passos que precisamos seguir para que possamos voltar a dormir. Segue o passo a passo:

Como fazer a transição para uma criança dormir sozinha

Provavelmente parece levar uma eternidade, né? Mas, acredite, há um ponto final. E ter essa paciência pode significar um sono melhor para pais e para os filhos, bem como um família mais feliz.

Mas a paciência dos pais é apenas parte do processo. A criança precisa estar pronta para aceitar a nova situação também.

Se você se distancia no quarto o suficiente, eles não devem chorar“, diz Lesack. “Se houver um choro longo e dramático, você terá que diminuir esse passo ou considerar a possibilidade de o seu filho não estar pronto para desistir do sono.”

Aqui em casa a Fá e eu ficamos melhor que o Drax e o processo funcionou perfeitamente! Boa sorte para todos.

Via https://www.fatherly.com e Imagens via https://www.shutterstock.com

Sair da versão mobile