Site icon Nerd Pai

Bouquet de noiva e a guerra entre as mulheres

O lindo e maravilhoso Bouquet de Noiva não tem uma origem muito bacana não. Como todos sabem, tomar banho não era algo muito  corriqueiro lá pelos séculos XVI e XVII. Imagine então a noiva, sem tomar banho por dias, colocando um vestido pesado que tampava todo o seu corpo, inclusive o rosto com o véu, entrando em um lugar cheio de gente?

Pois é, o Bouquet de Noiva era um tipo de Glade Sachet.

Essa falta de higiene tinha uma razão: o inverno. As casas não tinham calefação e nem sistema hidráulico. O primeiro banho depois de um longo inverno eram realizados em maio. Sim, por isso que maio ficou conhecido o mês das noivas, pois a mulherada tomava banho para casar.

Voltando ao Bouquet de Noiva, acredita-se que o hábito de joga-lo foi uma saída para que as noivas não ficassem peladas no meio da festa.

Na França a cinta liga da noiva era considerada um amuleto de sorte e os convidados corriam atrás da noiva para pegá-la! Imagina a cena? HAUUAUhau. Bem, então para evitar que a noiva fique peladona no meio do salão, elas começaram a retirar e jogar elas mesmas. E o bouquet entra aí, substituindo a cinta liga.

Antes do bouquet era a cinta liga

Sem cinta liga mais, as noivas jogavam seus bouquets e isso tornou-se um ritual. Porém esse ato de jogar o Bouquet de Noiva tornou-se útil para os homens.  Ao jogar o bouquet, somente as solteiras estagiavam reuniam-se para pegá-lo. Assim os solteirões poderiam saber quem estava disponível. Ora, para pagar um mico de pegar um bouquet é porque queriam casar, certo?

E assim nasceu a lenda do Bouquet de Noiva.

Hoje a mulherada parece que quer casar, pois em todos os casamentos que eu vou elas quase se matam para pegar o Bouquet de Noiva! Confira uma seleção de algumas fotos dessa guerra do bouquet.

Algumas pessoas acham isso uma situação vexatória. Eu não acho. São apenas pessoas que tem algo em comum, a noiva ou o noivo, se divertindo! Não vejo NENHUM problema nisso!

Sair da versão mobile