Video Game Archives - Página 5 de 15 Nerd Pai

Categoria “Video Game”

28/05/13

ϟ Homem de Ferro em 8-Bits em 60 segundos

> Autor: Jorge Freire > Categoria: Video Game

Vamos imaginar que os videogames em 8-Bits ainda estão com tudo e  sempre quando tem um lançamento de um blockbuster no cinema cartuchos de videogames dos filmes são lançados também. É essa a ideia desse canal do Youtube, recriar histórias de filmes como se fossem videogames em 8-Bits.

Confira a história do Homem de Ferro em 60 segundos e em 8-bits:

07/05/13

Coelhadas da Mônica – Bola fora Mauricio de Sousa!

> Autor: Jorge Freire > Categoria: Opinião, Video Game

Foi lançado um jogo para iOS da Turma da Mônica chamado Coelhadas da Mônica. Muito bem feitinho, lindinho e com a trilha sonora que todos conhecem. Fui louco para comprar! Sempre assistimos pelo Netflix os desenhos da Mônica, do Cebolinha, do Cascão e de toda turma e o Padawan ama! Porém ao ver o vídeo do Game Play dele desisti da compra…

Basicamente o jogo é uma violência banalizada e repetitiva. A Mônica precisa apenas arremessar o Sansão no Cebolinha e no Cascão e só! Não tem nenhum outro objetivo ou história! O Cebolinha e Cascão apanham o jogo todo!

Coelhadas da Mônica - Bola fora Mauricio de Sousa

“Nerd Pai, pare de ser politicamente correto, o jogo é bacana!”

Olha, eu sou contra essa febre do politicamente correto que tem por aí. Concordo, qualquer coisa é vista como errada e tal, mas nesse caso o jogo é feito para Padawans e a violência é repetitiva, mostrando crianças levando uma surra de uma outra criança.

Até concordo o uso da violência contextual em filmes e videogames. Bandido x mocinho e tal dentro de uma história. Mas uma criança batendo em outra criança por nenhum motivo (não que exista algum motivo válido) não acho legal. Ainda mais por se tratar de amigos! Imagino o Padawan jogando e perguntando a razão do Cebolinha estar todo roxo e caído? O que eu respondo?

Eu sei e você sabe a razão da Mônica bater no Cebolinha e no Cascão. Mas os Padawans de hoje, não.

Ok, ok, TODOS sabemos a razão que a Mônica bate no Cebolinha e Cascão! Mas as crianças que não sabem ler ainda não irão entender isso.

Bem, não irei comprar o joguinho. AMO tudo que o Mauricio de Sousa faz! Uma das maiores emoções da minha vida foi quando visitei os seus estúdios e tive o privilégio de conversar com ele. Mas essa vez ele pisou na bola….

O que eu defendo é: quer comprar o jogo para seu filho? Sem problemas. Mas tenha pelo menos a RESPONSABILIDADE de jogar com ele e explicar a razão. O que mais vejo são pais que usam Tablets/Televisão como babá e deixam eles com suas interpretações. E educação é isso, moderar e explicar. E não estou generalizando que tudo que é violento é ruim. Pelo contrário, podemos extrair muita coisa boa de um filme violento quando assistimos ele JUNTO com os nossos Padawans.

18/03/13

Nem pensar – resposta da Marta Suplicy sobre o videogame no Vale-Cultura – Final Fantasy enviou presentes

> Autor: Jorge Freire > Categoria: Video Game

Ministra da Cultura Marta Suplicy respondeu aos repórteres, ao ser questionada se os videogames entrariam no vale-cultura, isso: “Nem Pensar“.

Sim, a Excelentíssima Ministra não considera videogames cultura. Claro, para ela não deve passar de apenas uma forma de diversão violenta e não agrega nada para a cultura dos Jovens Padawans.

marta_suplicy videogame

O presidente da Acigames, Moacyr Alves Júnior, enviou uma carta de repúdio a falta de conhecimento da Sra Ministra sobre a industria do videogame. Segue um trecho:

Infelizmente, essa notícia pode se espalhar no mundo inteiro, que hoje enxerga games como uma das mais fortes fontes de renda na economia criativa e de cultura, ultrapassando a indústria do cinema já há dois anos. Se games não são considerados cultura por nossa própria ministra, essa é uma afirmação de grave preconceito e um desrespeito a todos os trabalhos acadêmicos e científicos na área. Games são a nova expressão digital do mundo e nos países desenvolvidos – isso é deixado bem claro.”

Mas a melhor parte veio agora. A Square Enix, criadora de vários videogames de sucesso, como Tomb Raider, Hitman e Final Fantasy enviou uma carta com alguns presentes para a Ministra Relaxa e Goza. Leia na íntegra a carta:

Carta da Square para a marta suplicy

A música que a carta se refere é essa:

Bem, o que é me deixa mais preocupado é que temos uma Ministra que por preconceito prefere virar às costas para uma forma de cultura e, assim, milhares de brasileiros podem ficar excluídos de uma das maiores manifestações culturais do início desse século. E, enquanto isso, músicas de qualidade duvidosa são tocadas em todos os lugares.

BRAZIUUUUUUUUUUUUU!

12/03/13

ϟ Lara Croft Sexy – Cosplay

> Autor: Jorge Freire > Categoria: Video Game

Postei aqui que mesmo depois da mamoplastia, a Lara Croft continua dentro do meu coração. E estou ansioso pois o comprei apenas ontem o mais novo jogo, Tomb Raider (corre que tem frete grátis), e ele deve chegar hoje. Jogarei sozinho, para ver o nível de violência e tal, e se passar no meu teste, jogarei com o Padawan.

Enquanto o jogo não chega, que tal 10 Cosplays lindos da Lara Croft para passar o tempo? Confira:

photo

photo

photo

photo

photo

photo

photo

photo

photo

photo

07/03/13

Tudo que você queria saber sobre o PS4 mas não tinha a quem perguntar

> Autor: Ronaldo Gogoni > Categoria: Video Game

Duas semanas atrás, o mundo dos games foi agitado pela revelação não tão bombástica assim (já tava cozinhando há algum tempo) do novo console da Sony, o PlayStation 4. Em conferência realizada em Nova York em 20/02/2013, o CEO da empreza, Kaz Hirai e diversos outros executivos e game designers destrincharam o hardware a apresentaram novos features, serviços e, claro, games.

Logo PS4

Numa apresentação de pouco mais de duas horas, a Sony trouxe diversas novidades e deixou muitas dúvidas no ar, mas a principal (e mais bizarra) foi, claro, o console não foi mostrado, até porque aparentemente nem a Sony sabe como ele será! Apenas foi apresentado o novo controle, o DualShock 4, a câmera e diversos demos de jogos, além de revelar as especificações técnicas dele.

PS4 Especificações tecnicas

Falando um pouquinho das specs, o aparelho é bem parrudo e de fato vai dar a largada na 8ª geração de consoles (pior pra Nintendo, que lançou o WiiU já bem defasado). O que sabemos é que o PS4 contará com:

– processador AMD “Jaguar” de oito núcleos, com arquitetura x86;

– placa de vídeo Radeon de 1,84 teraflops;

– 8GB de RAM DDR5 (YAY multitarefa! Adeus ter que sair de um game para navegar na dashboard);

– drive de Blu-Ray, conexões Ethernet, Wifi, Bluetooth… aqui é igual ao PS3.

O PS4 terá arquitetura x86, igual aos PCs. EXCELENTE, o principal calcanhar de Aquiles da Sony era a dificuldade que as third parties possuíam para desenvolver os games. Com uma similaridade com os computadores, não só desenvolver será mais simples como a fidelidade de ports de games do PC para o console será menos traumática e o melhor, quase sem perdas.

Sobre o controle, ele foi pouco remodelado, e eu já esperava por isso. O DualShock é extremamente característico da Sony, e mantém o mesmo design há quase 15 anos. Entre as smudanças, os botões Select e Start foram pra cucuia. Em seu lugar foi adicionada uma tela de toque similar à traseira do PS Vita, e os novos botões Options e Share. Este último é bem interessante: você poderá compartilhar screenshots e fazer streaming da sua jogatina automagicamente, através de integração com Facebook e, provavelmente, UStream respectivamente.

Controle PS4

Ao pressionar o botão Power, o sistema alterna entre Suspend e Resume de cara. O console conta com um chip secundário que cuidará dos downloads e updates mesmo desligado. E importante: o controle vai carregar no modo StandBy!

Remote Play. Mais uma vez o Vita foi promovido a controle de luxo, mas dessa vez nem reclamo: a ideia da Sony é permitir que todo e qualquer game do PS4 seja jogável no portátil.

REMOTE PLAY PS4

Claro, não vai rodar direto, será via streaming aproveitando os recursos da Gaikai, empresa que a Sony adquiriu recentemente. Indo mais longe, poderíamos jogar inclusive em smartphones e tablets, e eu consigo imaginar isso acontecendo com a linha Xperia.

Outro recurso legal é caso você fique empacado num game, você pode “pedir uma mãozinha” e um amigo seu pode assumir o controle pra você.

AJUDA REMOTA PS4

Bom, agora falemos do prato principal: os games! Diversos demos e tech demos foram mostrados, alguns bem legais, outros mornos, outros decepcionantes… vamos lá:

– Pra começar, o apoio das third parties será pequeno (só que não):

ps4 jogos

– a Quantic Dream (Fahrenheit, Heavy Rain) trouxe um tech demo bem legal. Pelo menos temos certeza que o PS4 é ótimo para renderizar cabeças de velhos flutuantes 🙂 (não resisti):

– o primeiro game é uma nova IP da própria Sony, Knack:

– o próximo é da Guerrilla Games, Killzone: Shadow Fall:

– a Evolution Games apresentou Drive Club (nessa hora todo mundo pensou que Kaz Hirai viriam com um “RIIIIIIIDGE RACEEEEER!” 🙂

– da Sucker Punch, Infamous: Second Son:

– a Capcom mostrou sua nova engine, Panta Rhei, e sua nova IP, Deep Down:

Jonathan Blow, criador de Braid, trouxe sua mais nova obra, The Witness:

– a Square-Enix teve a audácia de anunciar que vai anunciar (redundância intencional) um Final Fantasy para o console em breve, e ainda reexibiu o tech demo de sua nova Luminous Engine, o Agni’s Philosophy; vídeo incrível, é verdade, mas ainda assim notícia velha:

– pior fez a Blizzard: ela jogou um balde de água fria em todo mundo que estava empolgada por seu retorno aos consoles após tantos anos, ao anunciar… Diablo III:

– recuperando os ânimos, a Ubisoft confirmou o que todo mundo já esperava: Watch Dogs (que também sairá para PS3):

– e por fim a Bungie, que revela o que foi chamado de “o Halo da Sony”, Destiny:

Nada foi mencionado sobre preço do console ou data de lançamento, mas a Sony pretende colocá-lo no mercado no fim do ano. Agora teremos que aguardar até a E3 quando provavelmente teremos essas informações e conheceremos a cara do PS4. E como a Microsoft também prometeu um grande anúncio na feira (oh, o que será?), resta aguardar.

Eu não sei vocês, mas estou empolgado com o que vem por aí! 🙂