Site icon Nerd Pai

Parto normal ou cesáreo: a responsabilidade de escolha é do médico

A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) condenou uma maternidade a indenizar em R$ 50 mil, por danos morais, os pais de um bebê que morreu durante o parto normal, em circunstância na qual seria indicada uma cesariana.

Pois bem, o Tribunal entendeu que cabe ao médico a responsabilidade de decidir qual o procedimento mais adequado para cada caso. A Maternidade se defendeu alegando que a escolha pelo tipo de parto foi realizada pelos pais e, portanto, ambas as partes teriam culpa no acontecimento.

O relator disse:

“Ora, a realização de um parto é uma questão técnica, cuja análise caberá, tão somente, ao profissional capacitado (médico) para, analisando todo o quadro clínico da paciente e do feto, decidir pelo parto normal ou cesariana, não competindo à paciente tal decisão”

Como já disse diversas vezes aqui no blog, a mãe tem todo o direito de escolher o tipo de parto ou procedimento que irá trazer seu Padawan ao mundo. Porém essa decisão precisa e deve ser alinhada com o médico.

Hoje em dia temos uma forte campanha para que as futuras mães tenham seus filhos através do parto normal. Não sou ingênuo e sei da forte pressão que existe para que as mães optem para a cesárea e esse tipo de campanha a favor do parto normal ajuda a equilibrar e conscientizar as mães e os pais.

O grande problema Jovens Padawans é que alguns grupos/associações que incentivam o parto normal tornam-se radicais. A generalização que fazem com os obstetras é absurda.  Pare eles TODOS irão tirar seu Padawan da barriga através de uma cesárea e pregam que você não pode e nem deve deixar isso ocorrer por várias razões.

O resultado então são mães, motivadas muitas vezes pelo medo, que começam a ver documentários tendenciosos, pesquisam na internet e apenas acreditam nos relatos que as convêm. Aí começam a achar que para ser mãe é necessário ter o filho por parto normal (e nem venha comentando que isso não existe, pois será infantil da sua parte) e ao final querem fazer o parto em casa, com um doula e uma equipe (que em muitos casos cobram até mais que um obstetra com PhD) e colocam não só em risco o seu Padawan, como também a vida da mãe.

Tudo isso ocorre pois a fizeram a acreditar que todos os médicos são sanguinários da cesárea e que irão tirar o direito dela de ser mãe. Sim, isso ocorre.

Nesse meu post tem um relato de uma conhecida íntima da nossa família. Muitos comentários do post falam que a Maria foi enganada. As pessoas julgam sem ao mesmo de terem o trabalho de ler o post. E é isso que vejo acontecendo demais hoje: julgam por causa dos seus interesses e crenças.

O caso de Goiânia, acredito, vai se espalhar pelo Brasil. O triste é saber é que quem acaba perdendo com isso são as mães que pretendem ter seus filhos através do parto normal. Muitos obstetras não irão fazer partos normais para que não sofram processos. E se fazem partos normais, eles terão um cuidado absurdo e qualquer sinal que endosse que  o parto pode ter risco irão optar pela cesárea.

Na verdade os médicos já fazem isso hoje. Porém, como disse, as mães estudam  gravidez  pela internet e acham que são capacitadas em determinar o tipo de parto, mesmo estando erradas, pois aqui o medo de não ser uma mãe completa fala mais alto.

O que defendo é que as pessoas tenham o direito de fazerem o tipo de parto/procedimento que quiserem. Quer fazer cesárea? Ótimo! Quer fazer parto normal? Muito bom! Porém SEMPRE confie no seu médico. Torço para que tenha uma reversão do quadro entre cesáreas x parto normal no Brasil, pois a conscientização das pessoas está crescendo, ainda mais que foi publicado pelo Governo a  resolução que irá tentar estimular o parto normal nos planos de saúde.

Mas vamos com calma e sem extremismos.

Já faz um tempo que não acredito que não basta ter a informação para ter poder. O mais importante é saber o que fazer com essa informação. Leia e estude todos os lados da moeda para que você possa tomar sua decisão. Tente ser imparcial quando for cuidar da sua saúde e o de seu Padawan. E cuidado com os extremismos, pois ele é absurdamente prejudicial.

Mesmo sendo um assunto sensível, os comentários ficarão abertos. Comentários histéricos, atacando o autor ou tentando desqualificar o texto, serão deletados e o usuário banido. Querem conversar, todos são bem-vindos. Mas que tenham respeito, ok?

Imagens via http://www.shutterstock.com/

 

Sair da versão mobile