Nerd Pai

Tradução legal: clarificando significados

traducao-juramentada

Ocasionalmente, me fazem perguntas sobre certos temas que me deixam um tanto surpreso. Imagino que seja pelo bom senso que sempre tento transmitir em meus posts e em meus pontos de vista. Sempre que possível, tento responder nessa base. Uma das últimas se refere ao significado de “tradução legal”.

Bem, como minha esposa é advogada, levei essa questão a ela e vamos lá!

Em linguagem informal, “legal” significa algo bom, divertido, positivo; também pode indicar concordância, como na expressão “’tá legal”. Aqui tratamos a palavra no seu sentido raiz: relacionado com a “legis”, a lei. Uma tradução legal seria então uma tradução de um documento jurídico. Daí surgem confusões com a tradução juramentada.

O que é a tradução juramentada?

A tradução juramentada é a tradução oficial, reconhecida assim pelo Estado brasileiro. Quando você completou um curso em uma universidade no exterior e precisa apresentar o certificado perante uma instituição do Estado, a tradução deve ser juramentada. Isto é, deve ser realizada por um oficial público, que deverá passar em um concurso para alcançar seu cargo como tradutor reconhecido. Isso é importante porque, assinando uma tradução, o tradutor oficial se responsabiliza pelo conteúdo dessa tradução para todos os efeitos.

Ao contrário das traduções pedidas junto de uma empresa ou de um “freela”, o preço da tradução juramentada não muda. O trabalho é sempre pago segundo a tabela definida pela junta comercial.

Tradução técnica na área das leis e do Direito

Mas tradução legal também pode ser um tipo de tradução técnica que não é feita por um tradutor público oficial. Eventualmente, porque não precisa de o ser. Se precisar traduzir, por exemplo, um documento acadêmico sobre leis ou regulações de outro país, esse serviço pode ser chamado de tradução legal, pois precisará um tradutor perito na área. Mas a tradução não será juramentada.

Como transformar uma tradução simples em juramentada?

Você pode chegar junto de um oficial juramentado e lhe pedir para colocar sua assinatura em uma tradução já feita. Mas note que isso não vai mudar o preço do serviço. Como referi acima, o preço é tabelado e o oficial não pode cobrar nem menos nem mais. Assim, na prática o que vai acontecer é que o trabalho vai ficar um pouco mais fácil para o oficial: ele vai querer consultar o documento original, comparar com a tradução e elaborar o documento final com sua assinatura. Se considerar que a tradução já feita precisa poucas ou nenhumas mudanças, será bem rápido.

Mas se o que você precisa é mesmo uma tradução juramentada, é preferível dar logo para o oficial. Assim evita uma despesa extra, já que a despesa com o tradutor oficial é obrigatória.

Oficial ou não, precisa um especialista

Seja juramentada ou simples, a tradução legal sempre precisa um técnico especialista. No caso de ser simples, deve procurar alguém com conhecimentos e experiência no assunto. Um tradutor que não entenda o assunto que está trabalhando arrisca cometer erros de interpretação. Mesmo que entenda o que está sendo dito e consiga encontrar os melhores termos e expressões, faltará o contexto necessário para realizar um trabalho perfeito. Procure sempre os melhores profissionais.

Sair da versão mobile