Todos crescemos escutando o seguinte conselho dos nossos avós sobre polêmica: nunca discuta religião, política e futebol. E como raramente escutamos conselhos, vira e mexe vejo as pessoas discutindo sobre isso. Porém essa divina trindade das polêmicas acabou. Hoje o conselho que darei ao Padawan inclui mais duas polêmicas que devemos evitar ao máximo discutir. São elas: opção alimentar (vegetariano, vegan) e tipo de partos (normal, natural, cesária, em casa).

O grande problema desses temas é que não adianta qual é a sua posição. Mesmo você apoiando uma causa ou uma religião X, a pessoa que é contra seu way of life não vai mudar de ideia com os seus argumentos e a discussão acabará de uma forma tensa. Por mais dados científicos e técnicos que você possa dar, a pessoa acredita no que ela acredita. Ou seja, Jovens Padawans, a discussão é inútil. De ambos os lados.

Em um recente encontro conversei com uma pessoa que estava abraçando o vegetarianismo. Conversei com ele, na boa, dei meus argumentos, ele deu os seus e tal, e não chegamos a nenhum ponto. Ele não vai ser tornar um carnívoro e eu não vou me tornar um vegetariano. Chegamos em um ponto da conversa que falei da forma do abate dos bois, que usam pistolas pneumáticas para que a morte seja rápida e idolor, causando menos sofrimento ao animal. Claro que esse sistema tem falhas! Não é toda vez que a pistola é encaixada no ponto certo e o animal, ao levar a pistolada, vai acabar sofrendo. E ele argumentou isso. Mas disse que na natureza é assim também! Os predadores naturais, por exemplo, dos ratos ou das zebras, muitas vezes comem os coitados ainda vivos! Claro, eles não pensam e não vão evoluir como nós, ele falou. Ok, mas a nossa evolução se deu exatamente pela inserção da proteína da carne em nossa alimentação e com isso fez o nosso cérebro crescer e tal.

Circle of life
Ave de rapina na hora do seu almoço, no Zoo de São Paulo

Nesse ponto da conversa tive uma epifania. Eu iria defender minha causa e ele a dele até que um comesse o fígado do outro ainda vivo. Não adianta em nada esse tipo de discussão. Eu tenho minha opinião e ele a dele. O que eu fiz? Peguei um copo de vinho e fizemos um brinde aos homens que chegaram à Lua! Esse é um assunto que ainda não tem polêmica, certo? (sim, eu sei, tem gente que não acredita nisso, mas me arrisquei).

Então, Jovens Padawans, mesmo que você encontre um ateu corintiano que vota no Maluf que foge de uma churrascaria e quer ter o filho em casa, respeite a opinião dele e não imponha a sua como se fosse a verdade absoluta. Cada um tem a sua vida e cada um sabe o que é melhor para si. Entrar nesse tipo de discussão fará você se tonar uma pessoa antipática e chata. E se a pessoa quiser te catequizar  por exemplo, apenas fale para ela: Amigo, respeito a sua opinião e não irei mudar a minha. Vamos parar por aqui? E tenha uma vida longa e próspera ;)